PRINCIPAIS TIPOS DE VENDAS

PRINCIPAIS TIPOS DE VENDAS

 

Indiferente do segmento que sua empresa atua, ela sempre estará vendendo algo a alguém, sejam produtos ou serviços. O que pode mudar são os tipos de vendas que ocorrerão, dessa forma é primordial conhecer essas variações para quem deseja empreender e ter sucesso no mercado em que atua.
Esse conhecimento traz melhoras nos resultados de vendas e mais assertividade na negociação, pois para cada tipo de venda existem maneiras diferentes de obter sucesso.
Para evitar que você fique “por fora” desse assunto, selecionamos os 5 tipos de vendas mais utilizados no mercado.

 

Venda casada

Venda casada é quando a loja tenta impor, na compra de um produto, a compra obrigatória de outra mercadoria ou serviço. Quem nunca estava à procura de um celular ultramoderno e se deparou com um anúncio de valor baixo, e após uma pesquisa aprofundada se deparou com um plano de valor exorbitante? Isso é um exemplo de venda casada e por isso é considerada uma técnica antiquada e reprovável.
O uso desse tipo de venda pode causar prejuízos a marca da sua empresa, sendo vedada pelo artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor:

“Art. 39 – é vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas:
I – condicionar o fornecimento de produtos ou serviços ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos”.

Contudo, alguns poucos casos de venda casada é considera legal, quando um produto forma o conjunto de outro, por exemplo um conjunto de roupa social.

 

Venda corporativa

Venda corporativa é aquela realizada entre empresas. Como exemplo podemos citar as empresas de software que vendem seus produtos ou serviços para outras empresas.
Esse tipo de venda é mais complexo e demorado, exigindo grande preparação do vendedor e resiliência, trazendo ticket médio altos. Demanda o uso de tecnologias no processo comercial, para acompanhar cada etapa da negociação, para conduzir o cliente ao longo do funil de vendas até a conversão.
Opta-se em manter uma relação cordial com o cliente, pois a decisão é racional e envolve vários setores da empresa.

 

Venda direta

Um dos tipos de vendas mais conhecidos e usados por empresas para atingir sua área de atuação com baixo custo, não necessariamente precisa ter um local físico ou fixo para que aconteça as vendas.
Um bom exemplo disso, são as empresas como a Mary Kay, Natura, que apostam em pequenos empreendedores para realizarem as vendas de porta em porta, por contato telefônico, e ainda através da internet, disponibilizando catálogos eletrônicos e sites dos seus produtos.
A venda direta também acontece quando o próprio cliente se dirige ao estabelecimento para adquirir o que deseja.
O que mais chama a atenção na venda direta é sua capacidade de expansão, o que se torna importante para as empresas, uma vez que ela se transforma em um canal de distribuição a mais.

 

Venda Consignada

Esse tipo de venda é geralmente usado por varejistas e distribuidores, um bom exemplo são as distribuidoras de cosméticos, que deixam seus produtos com um terceiro, a fim de que esses comercializem seus produtos, sem a responsabilidade de pagar ou não pelo que foi negociado, basta fazer a devolução.

Um dos pontos positivos ao vendedor nesse tipo de venda, é que permite a liberdade de trabalhar com estoque amplo e investimento inicial zero. Porém, a venda consignada vem pré determinada pela distribuidora ou varejista, limitando a escolha dos produtos.

 

Venda Consultiva

É o mais moderno entre todos os tipos de vendas, nesse modelo o vendedor atua como um orientador, dá sugestões, traça planos, apresenta projetos e táticas, assessorando o “potencial cliente” a vincular o produto as suas necessidades específicas.

Bem diferente do modelo tradicional, não é mesmo? Nesse modelo, não existe o vendedor “empurrar” algo para o cliente a todo custo, sem se importar com suas necessidades e benefícios.
Em uma era na qual a disponibilidade de produtos e serviços está ao alcance de todos, é essencial que o vendedor crie relacionamento com o cliente e tenha sensibilidade de compreender o que o cliente realmente precisa.
É importante destacar que o modelo de venda a ser seguido irá variar conforme o segmento e o modelo de negócio da sua empresa. Além disso, indiferente do modelo de venda adotado, é crucial conhecer o cliente e acompanhar ele em todos as etapas da venda. Para agilizar isso, empresas se apoiam em ferramentas de relacionamento com o cliente, buscando uma maior taxa de efetivação de venda.

Copyright © 2020 D2W Digital. Todos os direitos reservados